sábado, 6 de novembro de 2010

Independente

sábado, 6 de novembro de 2010
Quer saber? To em paz.
Percebi que reclamar é o não poder voltar atrás.
Faço o que é melhor pra mim
E então desisto de você.

Quem não cultiva acaba por perder.
Quem não se joga nunca vai vencer.
Se entregar no que acreditar
Quem não arrisca não sente prazer.

Esse teu pouco não vai me bastar
Liguei o F e agora tanto faz.

Quer saber? Já passou.
Minha raiva, meu ciúme, meu tesão e meu amor.
Me gastei todo esse tempo que a gente se embolou.

9 comentários:

Anônimo disse...

ahhhh tudo pode passar.... mas o tesão tb?? fodaaaa

Bαrbαrα Rodríìgues disse...

será mesmo que o amor passou ? acho que de escrever esse texto , mostra que ainda ha amor . Pode ser só uma impreensão .De qlqr jeito é um otimo texto parabéns ..

Bjs

Mariana disse...

Será? rs
adorei esse texto particularmente
vc deu um fora daqueles em poesia...
eh aquela coisa q dps q a pessoa se toca q foi despachada! ahahahahaha

Matheus disse...

legal rimou um pouco e ficou legal lir todo...

Karla Hack disse...

Forte e Intenso...
Versos sinceros!

Gostei!

;D

Katherine disse...

Digo o mesmo sobre o que estou passando...Deixa a página virar...deixa o coração e flor se abrir... Espero o novo acontecer.. cansei de gastar forças e pensamentos em vão...Foda-se o mundo meu nome não é Raimundo.. rsrs te adoro.. Gostei muito.

Thαtiαne Oliveirα. disse...

Seguindo , lindo o texto *-*

Ritchy disse...

AMEI esse *O*
parabéns peelo blog ;]
tá liindo dms *_*
beeijo e sucesso ;*

http://raawwrrforlife.blogspot.com/

Calcanhar de Aquiles disse...

Isso aí...
Há sempre um recomeço.
Abração do amigo "Calcanhar" aqui.

Postar um comentário

Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.

 
Caixa de Pandora © 2008. Design by Pocket