quarta-feira, 3 de junho de 2009

Pele

quarta-feira, 3 de junho de 2009
Chega a dar medo quando você se vê olhando pra uma pessoa.. com "aqueles" olhos, aqueles que independente doque aconteça não mudam o seu jeito de olhar... Aqueles que quando você vê a pessoa acordando.. ou cumendo.. ou até mesmo falando você praticamente entra em coma! Fixada na magica que a pessoa consegue fazer, como que ela consegue tirar tanto a minha atenção? Com que direito ela se vê se roubar meus momentos de reflexão sobre as tragedias do mundo pra ficar pensando NELA, noque ela tá fazendo.. ou noque ela tá pensando!

Sempre me intrigou o não saber o porque! Porque eu sismei de gostar daquele que não gosta de mim? Ou porque eu não quero ficar com o mais bonito? Ou o mais famoso? Ou oque está apaixonado por mim? Porque eu nunca quero ficar com quem me dá valor? Porque eu tenho essa terrivel mania de me sentir atraida por aquilo que eu sei que não tenho tantas chances? Mas isso passa.. É eu descobri que sou uma pessoa que sofre, muito, mas por um periodo curto.. Não choro rios de lamentações.. Sou destas que depois de 1 semana pensando em quem não me quer.. independente dela que querer ou não.. parto pra outra! Afinal.. Ela foi a filha da puta que me fez sofrer por 1 semana correto? haha

Que estranha sou eu =/

uma dose de Lispector

uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora de minha própria vida. Foi apesar de que parei na rua e fiquei olhando para você enquanto você esperava um táxi. E desde logo desejando você, esse teu corpo que nem sequer é bonito, mas é o corpo que eu quero. Mas quero inteira, com a alma também. Por isso, não faz mal que você não venha, esperarei quanto tempo for preciso!

1 comentários:

J's world disse...

muito bom esse post

eu sabia que vc me amava, mas não sabia da intensidade, estou honrada

(não me bate)

Postar um comentário

Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.

 
Caixa de Pandora © 2008. Design by Pocket